terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Páscoa Cristã


"O ensino que realmente causa impacto em quem o recebe não é o que passa de uma mente para outra, mas de um coração para outro”.

(Howard Hendricks) 
PLANEJAMENTO SEMANAL
3° Semana
Dia: 01/04/2012
Tema: Páscoa Cristã – O verdadeiro significado da páscoa
Carga Horária: 2 horas/aulas 
Base Bíblica: Mateus 27:27-56 e 28:1-10; Marcos 15:16-41 e 16:1-8; Lucas 23:26-49 e 24:1-12; João 19:17-37 e 20:1-10
Texto para decorar: 
João 3:16 - "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu  único Filho, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna".
João 1:29  - “(...) Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.
Objetivos:
I – Reconhecer o que significa a páscoa;
II – Identificar os símbolos da páscoa cristã;
III – Relacionar a páscoa do Antigo com a páscoa do Novo Testamento;
IV – Perceber que a páscoa não tem nada a ver com ovos de chocolate e coelhos.
Procedimentos metodológicos:
De início se promoverá uma interação com as crianças, onde as mesmas deverão orar e agradecer a Deus pela oportunidade de servir a Ele em Sua casa; após esse primeiro momento algumas canções serão apresentadas aos alunos, canções que abordem o tema proposto (Páscoa), a oferta será tirada e o versículo será apresentado para a memorização. Em seguida a história será ministrada, porém, antes de iniciá-la algumas questões serão propostas aos alunos tais como: Vocês sabem porque a sala está toda enfeitada hoje? Vocês gostaram? O que temos sobre a mesa? Vamos falar hoje sobre a Páscoa? Mas, onde estão os coelhos e ovos de chocolate? Já perceberam como se fala em coelhos nestes dias de Páscoa? Muitas histórias tem sido contadas para dizer o porquê de coelhos lembrarem páscoa. Mas a verdade é que outro animal é que representa a páscoa. Vocês sabem dizer qual é esse animal? (deixe que falem). Muito bem o cordeiro. (ou... pois bem, é o cordeiro). O filhote da ovelha. Sabe como começou? Vamos nos lembrar desta história juntos... À medida em que as crianças forem respondendo às perguntas a história vai sendo contada com o auxílio de ilustrações presentes no data-show. Terminada a história haverá uma pausa para o lanche. Ao término da aula uma pequena lembrancinha que se relaciona com o tema será entregue à criança como sendo um recurso a mais para que ela possa relembrar aquele fato mencionado em sala de aula.

História: Quando Deus fez o mundo Ele fez diferentes animais, toda a natureza e fez o homem e a mulher. Vocês devem se lembrar que Adão e Eva puderam escolher obedecer a Deus ou não. Eles escolheram fazer como queriam, sem a opinião de Deus. Ali mesmo Deus disse como o homem ou a mulher poderia se aproximar dEle. É que Deus sempre soube que todos nós precisamos dEle. Nenhuma pessoa consegue viver sem Deus. Na verdade todos nós somos pecadores, quer dizer, passamos a desejar o mau, pensar em nós acima de tudo e até querer o pior para os outros para que eu tenha o melhor. Por causa dos pecados nós somos condenados. Sabe o que é isso? Já viram que o ladrão vai para a cadeia porque fez algo errado que é roubar? Ele foi condenado ao castigo pelo mau que fez. Nós todos somos culpados por falar mal de outros, desobedecer aos pais... Sabe qual nosso castigo? Não é a cadeia, é morte eterna. Isso é terrível! Muito pior que cadeia. Deus nos ama tanto que preparou uma maneira de nossos pecados serem perdoados. Quando o ladrão é perdoado ele não precisa ficar na cadeia. Quando somos perdoados por Deus não morreremos eternamente. Deus ensinou para Adão e Eva, e depois a outros homens, que deveriam escolher um animal bem limpo, sem nenhum defeito ou doença. Esse animal nos representaria. Era como se nossos pecados passassem ao animal e esse animal receberia o castigo que era nosso. O animal escolhido por Deus foi o cordeiro. E o castigo? A morte! Talvez você pense: Coitadinho! É isso mesmo que precisamos perceber. É terrível para nós morrermos para sempre, longe de Deus. Pense só: era preciso que a pessoa fosse ao curral, escolhesse um pequeno cordeiro, levá-lo até o lugar escolhido e depois matá-lo. Não era fácil não. Mas quando a pessoa fazia isso ela pensava: “Nunca mais quero pecar. Não quero ver isso acontecer outra vez.” O sangue do cordeiro era derramado para que o pecado da pessoa fosse perdoado. A pessoa podia ficar livre do castigo!
Alguns anos depois de Deus ensinar isso para Adão e Eva aconteceu uma história que muitos de vocês já conhece. O povo de Deus, os israelitas, estava morando no Egito e lá eles eram escravos. Faraó fazia muito mal ao povo de Deus obrigando-os a trabalharem muito mais do que eles podiam. Eles pediram o socorro de Deus e Deus ouviu. Foi quando veio Moisés para falar com o Faraó para pedir que o povo fosse embora, de volta para seu país. Faraó não deixou de jeito nenhum. Mas como Deus é tão poderoso, enviou 10 pragas, 10 coisas ruins para forçar Faraó deixar o povo ir embora. Faraó era durão! Então Deus avisou o seu Povo que enviaria a ultima praga. Era algo terrível. Todos os primeiros filhos de cada casa morreria. Para o Seu povo deus disse: “Vocês vão pegar um cordeiro sem nenhum defeito sacrificá-lo e passar o sangue dele em volta da porta da casa de cada um de vocês. O anjo da morte vai passar e quando ele vir o sangue do cordeiro em volta da porta não matará nenhuma pessoa desta casa.” O que os salvaria? O sangue do cordeiro.Assim aconteceu. E eles fizeram um jantar naquela noite para comemorar porque Deus disse que Faraó os deixaria ir. Foram salvos por Deus através do sangue do cordeiro.
Deus disse: “Essa é a festa que se chama páscoa! A libertação dos israelitas do Egito”.
O animal da páscoa não é o coelho, nem o cachorro, nem qualquer outro animal, mas o cordeiro. Muitos anos depois Jesus, o Filho de Deus, veio morar aqui na Terra com as pessoas. Ele nasceu como um nenê, tomou a forma de gente, para que Ele mesmo pudesse ser castigado em nosso lugar. É por isso que não precisamos ficar matando cordeiros para pedir perdão por nossos pecados. Porque Deus enviou Jesus para ser “O Cordeiro que tira o pecado do mundo”.
É assim mesmo que está escrito na Bíblia. Jesus é “O Cordeiro”. Claro que não estava dizendo que Ele era um animalzinho. Mas o sangue de animais não é tão poderoso assim que possa nos salvar. Jesus morreu na crua, mesmo Ele sendo perfeito, nunca fez nada de errado, o único que nunca pecou. Ele já sabia disso antes de nascer aqui na Terra. Ele veio para ser o nosso Cordeiro. Jesus é tão poderoso que não é preciso que mais ninguém e nem nenhum animal seja castigado em nosso lugar para nos salvar. E tem mais: Jesus esteve morto por três dias, mas nem a morte pode segurar a Jesus, Ele é mais poderoso e ressuscitou. A morte e a ressurreição de Jesus nos libertou do castigo que nós merecíamos por causa dos nossos pecados. Foi o próprio Jesus que ensinou que já não era mais pra comemorarmos a páscoa por causa dos israelitas terem sido libertos do Egito, mas agora, uma vez por ano, devemos nos reunir e fazer uma linda festa porque Ele, Jesus, nos libertou. Por isso, se quisermos escolher um animal pra lembrar a páscoa este animal deve ser o cordeiro. Mas o verdadeiro homenageado nessa festa deve ser Jesus! O Cordeiro de Deus, que é Jesus, nos salvou!

Recursos utilizados:
  • Bíblia
  • Som
  • Lembrancinhas = ovelhinhas confecciodas em EVA e ovelhinhas de Pipoca
  • Data-show
  • Mesa decorada com uvas plásticas e uvas comestíveis, suco de uva e/ou fanta uva, pães de várias formas, cruz, ovelha.
  • Utilização de objetos que lembrem cada aspecto ou personagem: pelo da ovelha, ou um novelo de lã, coroa para lembrar Faraó, chicote para lembrar os israelitas, esponja e bacia para lembrar o sangue nos umbrais, cruz ou espinhos para lembrar o sacrifício de Jesus etc.
  • Desenho Bíblico sobre a morte e ressurreição de Jesus (este pode ser apresentado às crianças enquanto estas estiverem lanchando)
Avaliação: A avaliação será processual e contínua por meio da observação dos alunos e de como estes interagem com a temática apresentada.
Bibliografia básica consultada e utilizada:

ALMEIDA, João Ferreira.  Bíblia de Estudo com Aplicação Pessoal. 1995, CPAD.
Bíblia de Estudo Temas em Concordância – Antigo e Novo Testamento na Nova Versão Internacional – Trad: Bruno Destefani – Apocalipse de João.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário